Restaurante Colaborativo é Tendência

Como Iniciar seu Restaurante sem Dinheiro e Sem Investimento

0
Restaurante Colaborativo Solução para Pequenos Empreendedores
Restaurante compartilhado inovação e baixo custo

Restaurante Colaborativo é Tendência

O conceito de empreendimentos coletivos, ou como são conhecidos no Brasil colaborativos. Já existe na Europa há algum tempo, mas tem se difundido muito no Brasil nos últimos tempos. Com uma proposta semelhante a das lojas colaborativas, surgiram os restaurantes colaborativos.

Este tipo de negócio a pessoa que pretende cozinhar aluga o espaço por dia. No dia definido toda a estrutura fica a disposição do locador que pode servir um jantar para amigos ou fazer um evento aberto ou fechado. É possível ainda que os um Chef alugue o espaço para criar um dia da semana ou do mês onde todos que quiserem experimentar sua culinária irão ao restaurante.

Para os amantes da boa comida o restaurante colaborativo funciona como um local onde é possível se encontrar novidades e inovação. Pois o que se sabe é que não existe um Chef fixo com cardápio definido. Sendo assim, cada Chef uma surpresa.

Neste modelo de negócio as regras ficam por conta da estratégia do proprietário. Existem espaços que cobram a diária apenas, outros a diária e um percentual do faturamento, há ainda os que trabalham apenas com percentual.

Com relação a divulgação o mais comum é que tanto Chef quanto restaurante divulguem os eventos, afinal ambos tem interesse no sucesso do negócio.

Restaurante Colaborativo Solução para Pequenos Empreendedores

Para montar um restaurante, você precisa de freezer, forno, fogão, bancada, utensílios, mesas e decoração. Um investimento mínimo de R$ 100 mil. Isto sem mencionar o local, que pode ser alugado ou próprio. Já administrativamente são necessários funcionários, contabilidade, controle financeiro, impostos etc.

Todo este investimentos é muito para quem está começando ou só quer fazer um teste. Sem contar que muitos não tem conhecimento de todo este universo que envolve a abertura de um restaurante. A pessoa apenas tem as habilidades culinárias. Esta é outra razão para a atratividade dos restaurantes colaborativos.

A idéia de co-branding de restaurante e co-habitação não é nova. Ela mas tornou-se mais comum na Europa e America, especialmente na esteira da recessão, quando foi um desafio para obter financiamento para novos empreendimentos. No Brasil isto não tem sido diferente, a atual crise tem dado mais fôlego a esta transformação.

Os espaços compartilhados são o novo normal, e estão se apresentando em todos os seguimentos de negócio. Esses restaurantes são uma extensão da economia de compartilhamento que passamos a abraçar através da Airbnb, Uber e Lyft.