Riscos de investir em uma franquia

Contrato sem direito a arrependimento; Fôlego financeiro; Franqueador Deficiente

0

Franquias o que Considerar

Muitos são aqueles que pensam ou talvez até sonhem em ter uma franquia. No entanto, a análise feita para investir neste tipo de negócio precisa ser bem extensa, detalhada e levar em conta muitos aspectos.

Como qualquer negócio ou investimento, as franquias apresentam riscos e exigem que o empreendedor esteja muito atento a eles para que o negócio seja bem sucedido. “Franquia é um negócio, e como todo negócio é arriscado.

Riscos de Investir em uma Franquia Como Avaliar Investimento

Parte desses riscos pode ser mitigadas com uma boa gestão e uma leitura atenta do contrato e da circular de oferta da franquia. Antes de investir o capital de uma vida no negócio, faça também uma análise do seu perfil de empreendedor. É necessário fazer uma autocrítica para saber se gosta de trabalhar em rede e seguir regras e padrões.

Donos de franquias ao contrário do que se pensa não tem autonomia sobre seus negócios. Seguem regras e diretrizes de seus franqueadores. Por esta razão são chamados por alguns de empregados sem salário.

Contrato sem direito a arrependimento

Quando o franqueado entra para uma rede, o sentimento predominante costuma ser de empolgação. Se as coisas não saem como ele espera, no entanto, surge a revolta e o empreendedor então enxerga pontos no contrato com os quais não concorda. A assinatura do contrato é como um casamento. Por isso, tenha um advogado por perto para ajudar a interpretar as cláusulas e saiba o que acontece quando acaba o prazo de contrato de uso da marca ou mesmo se você desistir do negócio no meio do caminho. Leia atentamente o contrato e concorde ou então não assine-o.

https://youtu.be/vcLEJQfPbkY

Se trabalhar pouco terá pouco retorno

Normalmente o primeiro problema de quem compra uma franquia é acreditar que o negócio vem pronto e não exige dedicação. A gestão do franqueado pode ser responsável pela falta de rentabilidade. Quando o problema está no franqueador, toda a rede tende a sentir o impacto e não apenas uma ou duas unidades. Uma franquia exige tanto trabalho ou mais do que outras carreiras, ou negócios. Ao comprar uma franquia o empreendedor leva conhecimento e não toda uma administração. O franqueado precisa ter uma visão generalista e conhecer um pouco de RH, produtos, marketing, administração, vendas e finanças.

Fôlego financeiro

Ter todo o capital para manter o negócio é necessário para minimizar parte do risco da franquia. A informação de investimento inicial divulgada pelas redes é apenas uma parte do valor que a operação vai exigir. É função do franqueado ter capital de giro para manter a empresa, principalmente nos primeiros meses. Precisa ter consciência do capital que vai investir. As franquias costumam apresentar o Demonstrativo de Resultados, mas o franqueado precisa ter o cuidado de analisar a capacidade financeira da operação e o fluxo de caixa.

Franqueador Deficiente

É fundamental falar com franqueados e avaliar o suporte do franqueador. Quase toda responsabilidade em uma franquia é dividida. Por isso, o franqueado também tem parte na escolha do franqueador. O risco de o franqueador não entregar o que prometeu existe. Pode acontecer de o franqueador não estar preparado para dar o suporte ou não ter estrutura para atender o negócio.

Os franqueados da marca podem dizer os pontos negativos e positivos do negócio. Os custo de ser ter uma franquia podem ser bastante altos, portanto se o franqueador não tiver realmente bastante a oferecer ao franqueado, o investimento não irá compensar. Avalie todo o suporte que o franqueador oferecer, caso contrário você  pode criar sua própria empresa e marca que pode oferecer melhor custo x benefício.

Se gostou da matéria curta nosso portal e deixe-nos saber os temas que você quer mais informações e nossos especialista providenciarão a você. Você também pode gostar.