Passo a Passo do Contrato de Alienação Fiduciária – Entenda o Financiamento

0
Passo a Passo do Contrato de Alienação Fiduciária
Passo a Passo do Contrato de Alienação Fiduciária

Veja os Passos do Financiamento Fiduciário

Se você pretende utilizar o financiamento através da alienação fiduciária entenda o passo a passo nesta matéria. E depois conheça seu funcionamento como um todo neste link.  Para que o crédito seja liberado nesta modalidade de financiamento é necessário o registro do contrato no cartório imobiliário. Sem o registro, o vendedor não receberá o valor. Então apenas após o registro do contrato o imóvel deve ser entregue ao comprador.

O registro em cartório formaliza a operação de compra e venda do imóvel, é obrigatório até mesmo compras sem o uso do financiamento imobiliário. O prazo para realização deste registro varia entre cada cartório. Uma dica importante é sempre negociar prazos maiores de pagamento com o vendedor do imóvel.

Após devolver ao banco o contrato assinado e registrado, juntamente com a matrícula do imóvel atualizada, o crédito será liberado em até cinco dias úteis diretamente na conta bancária do vendedor.

Se o comprador desistir da compra por problemas com o banco, não é problema do vendedor, por isso não tem multa. Não houve a efetivação da transação. É importante se atentar que quando se vende um imóvel, através de financiamento bancário, há alguns requisitos que devem ser cumpridos pelas partes. O banco faz apuração da vida cadastral do vendedor ou vendedores (no caso de marido e mulher ou amigos), dos compradores e também do próprio imóvel.

Se o cadastro for aprovado, o banco vai elaborar o contrato, que será levado ao registro imobiliário, o que é uma garantia para vendedor e comprador. Atualmente, a liberação do dinheiro pelo banco, em sua maioria, é sob a forma de Alienação Fiduciária, ficando o banco com a garantia real.

Veja o Passo a Passo

1 – O comprador precisa preencher a proposta de financiamento com um banco

2 – O banco fará uma análise da sua capacidade de pagamento

3 – O banco mandará um especialista para vistoriar o imóvel

4 –Todos os documentos serão juntados, do comprador, imóvel e vendedor

5 – A documentação será analisada para confirmar que não existirá risco na aquisição do bem

6 – O banco emitirá um contrato particular de compra e venda com financiamento para o comprador e o vendedor assinarem

7 – O comprador deverá pagar o Imposto de Transmissão de Bens e Imóveis (ITBU). A alíquota é fixada pelos municípios (algo em torno de 3% do valor do imóvel). Próximo passo é levar o contrato para o Cartório de Registro de Imóveis, para registrar a efetivação da compra

8 – Concluída as etapas anteriores, o comprador deverá enviar uma via do contrato registrado para que o banco libere o financiamento para o vendedor

9 – O comprador recebe as chaves do imóvel em prazo combinado entre as parte.

É importante também você estar atento para o custo efetivo destes financiamentos. Existem pagamentos que precisam ser feitos e que podem não estar em seu orçamento. Estes custos podem chegar a 5% do valor do imóvel. Entenda estes custos nas matérias do Portal e veja o que é ou não legal cobrar.