McDonald´s Precisa Inovar para não ser Vencido pela Starbucks

0
McDonald´s Precisa Inovar para não ser Vencido pela Starbucks
Crescimento da Starbucks pode ultrapassar McDonalds

McDonald´s com Starbucks Ameaçando Mercado

Em um filme recém-lançado, “The Founder”, o personagem de Ray Kroc promete que a startup que ele assumiu dos irmãos McDonald “pode ​​ser a nova igreja americana”. Interpretado por Michael Keaton como um egomaníaco cujos escrúpulos diminuem à medida que seu sucesso aumenta. No filme Kroc entendeu o poder da marca, as vantagens do franchising e a atração de velocidade no varejo de alimentos. A McDonald’s é agora uma das maiores cadeias alimentares do país, com mais de 14.200 pontos de venda.

O mercado doméstico ainda é o mais importante, apesar da presença global da empresa. Quando informou nesta semana que as vendas globais tinham caido somente 5% no quarto trimestre, o número bateu expectativas.

Notícia de uma queda nas vendas na América de apenas 1,3% foi recebido de forma mais sombria. As esperanças aumentaram devido aos seis trimestres consecutivos de crescimento doméstico. No final de 2015 e no início de 2016 a cadeia tinha colhido as recompensas de introduzir o pequeno-almoço popular durante todo o dia na América. Um ano ou mais depois, Egg McMuffins e biscoitos de salsicha deslancharam.

Ainda assim, Steve Easterbrook, o chefe britânico da empresa, que assumiu em março de 2015, tem muito de que se orgulhar. Ele aperfeiçoou um menu inchado, que na América tinha crescido para quase 200 itens. Ele também fez oferta mais saudável. Removeu conservantes artificiais de Chicken McNuggets.

A maioria dos analistas aprovou seu plano para elevar a participação de restaurantes que são franqueados de 83% para 95%. Ele vendeu 1.750 lojas da empresa na China e Hong Kong para um consórcio (mantendo uma participação de 20%). Colocou as lojas japonesas à venda. É verdade, a tendência de se tornar um gerente de marca em vez de um proprietário de restaurantes foi iniciada por Burger King, um rival. Mas McDonald’s tem se destacado. A vantagem é um fluxo de receita previsível.

McDonald´s Precisa Inovar para não ser Vencido pela Starbucks

 A empresa buscou um forasteiro para mudar a cultura do McDonald’s. Easterbrook é o segundo não-americano para administrar a empresa. A empresa tornou-se mais aberta à experimentação. Ele recentemente introduziu touch-screen quiosques de auto-atendimento, hambúrgueres personalizados e perguntas-e-resposta com clientes através de mídias sociais.

Está planejando introduzir pedidos móveis e pagamento em até 25.000 pontos de venda em todo o mundo. Melhorando o seu aplicativo, que agora apresenta apenas menus e descontos. É tarde, mas finalmente está pulando no movimento digital, diz John Gordon, especialista em restaurantes do Pacific Management Consulting Group.

Até  mesmo a Dunkin ‘Donuts, uma cadeia de donuts, oferece um aplicativo de compra e pagamento antecipado. A Starbucks, a maior cadeia de café do mundo, lançou seu aplicativo em 2009 e no outono de 2013 estava fazendo 11% de suas vendas por meio de canais móveis. Essa não é a única razão para o McDonald’s invejar o gigante do café. Analistas acreditam que em breve ultrapassará a criação de Kroc para se tornar a cadeia de restaurantes mais valiosa do mundo.

Apesar da perspectiva de perder do primeiro lugar, Easterbrook tem uma boa chance de durar mais tempo em seu trabalho do que seu antecessor, Don Thompson, que serviu dois anos e meio. Ele conhece o negócio extremamente bem. “Persistência!”, Grita Kroc em sua biografia. Easterbrook deve sem dúvida assistir ao filme e tirar lições.