Bom e Mau Comportamento Profissional

 O bom e mau comportamento profissional é mandatório no sucesso de sua carreira. Segundo pesquisa o mau comportamento profissional é o segundo maior motivo de demissões nas empresas. O que ocorre é que contrata-se por currículo e demite-se por comportamento. É o que explicam diversos profissionais de Recursos Humanos.

Quem busca destaque no mercado de trabalho precisa se preocupar com seu desenvolvimento contínuo, tanto no sentido técnico quanto comportamental.

Nada Profissional

As rotinas de trabalho tem como base prazos, e a maioria das empresas trabalha com metas a serem cumpridas. A desorganização é um hábito extremamente prejudicial para o profissional e para os objetivos da corporação. O colaborador deve estar sempre atento às datas de entrega de suas atividades e manter boa gestão de seus arquivos e documentos, favorecendo fluidez entre as diversas atividades e departamentos.

Pontualidade

O Profissional que falta muito e não cumpre com seu horário de trabalho perde a credibilidade. Essas atitudes podem transmitir uma imagem de desinteresse e falta de comprometimento com a organização.Vale lembrar que cada profissional cumpre um papel essencial para o funcionamento da empresa como um todo. Portanto, quando uma pessoa falta, todas as outras demandas são também afetadas.

Desrespeito com os demais

A qualidade do clima organizacional é extremamente relevante para o bem estar de todos. Um ambiente agradável favorece a motivação, engajamento e produtividade dos funcionários. Por isso, manter um bom relacionamento entre colegas e líderes é indispensável. Fofocas são indesejáveis.

Imagem Pessoal

É fundamental, vestir-se de acordo com a cultura organizacional. Isso porque, a partir do momento em que o funcionário faz parte de uma empresa, ele passa a representá-la. Itens como higiene pessoal, unhas, cabelo, saúde, vestimenta, forma de falar e conduta podem dizer muito sobre o profissional e sobre a empresa que da qual ele faz parte.

Postura Empreendedora

O funcionário que empreende sua própria carreira tem, por natureza, características que contribuem para um desempenho acima da média e alcance de resultados extraordinários. O espírito empreendedor é pautado em visão sistêmica, pensamento estratégico, proatividade na resolução de problemas, atitudes colaborativas e comprometimento com os resultados.

Maleabilidade

Tudo acontece em alta velocidade e com mudanças constantes. Por isso, um colaborador aberto a novos desafios já possui grande vantagem. O mercado necessita de profissionais que saiam da zona de conforto, que se arrisquem, ousem e façam diferente.

Inteligência Emocional

Todas as escolhas e comportamentos são em função da forma como o indivíduo gere seus pensamentos e emoções. Nesse sentido, é fundamental que o profissional desenvolva sua inteligência emocional para lidar da melhor maneira com os desafios, estresse, conflitos e outras situações. O senso de análise é diretamente influenciado pela clareza da mente, para tomadas de decisões assertivas.

E você o que pensa sobre a importância dos comportamentos na esfera profissional, comente abaixo? Quer receber informações específicas e cursos gratuitos? Cadastre-se aqui. Se gostou do tema curta o Portal.